Dicas Diabéticas

Não foi uma nem duas, foram várias as vezes que ouvi: eu faço tudo direitinho e não consigo controlar minha glicose. Quando vejo isso em um grupo ou através de mensagem na minha página, eu encho a pessoa de questionamentos, e foi então que percebi que acabava fazendo sempre as mesmas perguntas: Você mede quantas vezes? Você anota? Você toma quanto de água? Como é sua alimentação? Pratica algum exercício? Essas perguntas parecem indiferentes para o tratamento da diabetes, porém, muitas vezes elas ajudaram a melhorar o controle de alguém, inclusive o meu. Por isso, decidi transformar esses questionamentos em dicas para melhoria do controle da diabetes; e como sou a senhora do "por quê?", vou te mostrar a importância de cada uma dessas dicas.

• VERIFIQUE SUA GLICEMIA ANTES E DEPOIS DAS REFEIÇÕES • O pior erro do diabético é o achismo, achar que a glicemia está assim ou assado. Cada dia seu organismo se comporta de forma diferente, o que você comeu ontem pode ser igual ao que comeu hoje, mas sua glicemia nunca será a mesma. Seus hormônios, suas poucas horas de sono, seu estado emocional, sua dor de garganta, tudo isso pode afetar aquele número do glicosímetro. • VERIFIQUE SUA GLICEMIA ANTES E DEPOIS DOS EXERCÍCIOS • Lá vem o achismo tomar conta do diabético: imagina você achar que a glicemia está boa e fazer aquela super aula de Funcional, aí bate aquela hipo no meio do treino; ou ainda, você achar que está com a glicemia boa e na verdade está com hiper, no meio do treino você começa a sentir mole, sem força, com a visão turva. Se identificou? Não deixe de medir depois do treino também, muitas vezes a adrenalina faz os sintomas de hipo ficarem escondidos. • ANOTE SUAS GLICEMIAS E DOSES DE INSULINA APLICADAS • É bem comum o diabético não anotar as glicemias e muito menos as doses de insulina. A importância de anotar? Aquele número do glicosímetro não é apenas um número, ele é o resultado do seu tratamento. Se apareceu um número ruim, você precisa analisar o porquê, pode ser alguma dose de insulina errada para aquele horário, pode ser a alimentação daquela refeição que precisa ser melhorada; mas você só vai poder fazer essa análise anotando. Contudo, não adianta anotar e não olhar para os números, muitas vezes passa despercebido aquela hipo que acontece sempre no mesmo horário e que fazendo um pequeno ajuste na dose de insulina, já faria toda diferença. E hoje tem muitos Apps legais que facilitam nossa vida, eu mesma indico o MySugr, prático e fácil de mexer. • TOME 2 LITROS DE ÁGUA PURA POR DIA • Não é suco, não é H2OH!, não é café, não é chá, não é chimarrão. É água pura! Somente a água pura vai dar a hidratação necessária para nossos tecidos, vai ajudar no funcionamento dos nossos rins, vai ajudar a transportar nutrientes e oxigênio para nossas células, vai fazer com que a gente elimine resíduos pela urina, sendo um deles, a glicose. Viu? Só tem vantagens. Contabiliza quantos copos de água você tomou hoje, fechou os 2 litros? • COMA DE 3H EM 3H • Deixar de comer não vai baixar sua glicose; pode até acontecer o efeito contrário, uma vez que jejuns maiores que 3h podem fazer com que o fígado quebre nossas moléculas de gordura e músculos transformando-as em glicose. Não espere ter fome, fome é sinal de que o corpo está precisando de nutrientes, seu metabolismo já está ficando lento para armazenar o que ainda tem nele e quando você comer, seu corpo vai estar louco para transformar tudo em açúcar (energia) o mais rápido possível, causando uma hiper pós refeição. Faça pequenos lanches entre as refeições principais (fruta, iogurte, barras de cereal integral, castanhas, biscoitos integrais, pão integral, bolinho sem açúcar...) • OPTE POR ALIMENTOS INTEGRAIS • Já falamos sobre índice glicêmico aqui (http://goo.gl/TiyZOu), mas não custa lembrar os benefícios das fibras na nossa alimentação. A fibra tem o poder de diminuir a absorção do carboidrato que ingerimos, então se você comer a mesma quantidade de arroz branco e arroz integral, sua glicose vai subir muito mais rápido com o branco mesmo fazendo contagem, esse pico aí vai aumentar a variação da glicose, causando acúmulo de gordura nas veias (o que leva a sequelas no futuro). Além do que, o alimento integral deixa você mais satisfeito, evitando a fome logo após a refeição. Coloque saladas e legumes no seu prato, deixando pelo menos 1/3 dele com aquelas belas folhas verdes, vai fazer uma baita diferença no número pós refeição. • LEIA OS RÓTULOS DOS ALIMENTOS QUE VOCÊ COMPRA • Nem todo alimento diet é sem açúcar, nem todo alimento integral é mesmo integral, nem todo alimento "saudável" faz bem para nossa saúde. Pesquise, entenda, questione (https://goo.gl/ysBNW1). Aquela aveia faz sua glicose subir muito? Verifique se realmente é aveia e não um amido de milho disfarçado. Aquele pão integral te deu uma hiper? Avalie se o primeiro item dos ingredientes é mesmo farinha integral. • APLIQUE A INSULINA BASAL SEMPRE NOS MESMOS HORÁRIOS • Primeiramente, você sabe o que é a insulina basal? Entender como funciona cada insulina é importantíssimo para avaliar seu tratamento (https://goo.gl/vF1Fpw). A insulina basal é aquela de longa ou média duração, que substitui a insulina que o pâncreas "pinga" no organismo ao longo do dia. São elas a NPH, Lantus, Levemir, Tresiba... E elas têm um tempo de duração, por isso, precisam ser aplicadas nos mesmos horários. Coloque um alarme no seu celular, anote num papel e cole em um lugar que você veja todos os dias, peça para sua mãe te lembrar, se for preciso. • FAÇA O RODÍZIO NOS LOCAIS DE APLICAÇÃO • Já falamos sobre esse tópico aqui (https://goo.gl/H3YK5T), fazer esse rodízio melhora muito a absorção da insulina, deixando o nosso controle muito mais fácil e as aplicações, menos doloridas. • PRATIQUE 30 MINUTOS DE ATIVIDADES FÍSICAS TODOS OS DIAS • Estudos comprovam que 30 minutos de atividade física todos os dias previne de inúmeras doenças, principalmente o sedentarismo, que atualmente mata mais que o tabagismo. Lá vem aquela chata que já falou mil vezes que você deve praticar algum esporte (http://goo.gl/Olofsq), porém, não tem como ver sua glicose controladinha durante um dia todo e querer parar de fazer atividades; não é exagero, o exercício físico funciona como insulina. Mas lembre-se de procurar um profissional para te orientar, medir a glicose e nunca deixar de lanchar antes da atividade. • PLANEJE SUAS REFEIÇÕES • Escuto muito: mas eu trabalho o dia inteiro, estudo de noite, cuido dos meus filhos, que horas vou me alimentar bem? Diabetes não permite improvisos, se você acha que vai conseguir um bom controle adaptando a diabetes a sua vida, você precisa repensar. Planejar suas refeições fará com que você mantenha uma dieta equilibrada, com intervalos certos entre um lanche e outro, sem cair nas tentações e nos industrializados. Dica? Tire um dia da semana para cozinhar, congele tudo em porções, lave toda aquela salada e separe em potes, compre ou prepare os lanches adequados para sua rotina. Não se envergonhe de levar sua marmita para o trabalho, escola, faculdade; orgulhe-se do seu lindo número no glicosímetro no fim do dia. • ESTEJA PREPARADO PARA A HIPO • Como falei anteriormente, diabetes exige PLANEJAMENTO. Quando bate a hipo é um Deus nos acuda. Você enxerga tudo e todos em forma de chocolate, as pessoas falam contigo e você só escuta "doooooce". Como aplicar a regra dos 15 (https://goo.gl/eMioZA) naquele desespero? Deixando um kit de hipo junto ao seu medidor, assim será muito mais fácil tratar a glicose baixa sem ter o efeito rebote de uma hiper mais além. Essas dicas não substituem a consulta com seu médico, uma conversa com sua nutri e muito menos o uso da insulina e medicamentos. Elas servem para te ajudar a achar o equilibrio, às vezes são nas pequenas falhas que se encontram as soluções. Espero que elas te ajudem, mal não vão fazer 😊

Destaques

Temas

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

© 2017 por Daniela Olmos