18ª Corrida para Vencer o Diabetes


Hoje, num lindo domingo de sol, aconteceu a 18ª Corrida para Vencer o Diabetes, organizada pelo ICD – Instituto da Criança com Diabetes; e eu estava lá, como todos anos após meu diagnóstico.

A Corrida é um evento beneficente, em que o lucro da venda das camisetas é revertida ao ICD a fim de comprar insumos para as crianças que são atendidas lá. Quem está de fora, não imagina a energia que se passa naquele lugar; é tanta gente junta por uma causa, que é impossível não se emocionar; toda essa positividade renova minhas forças para enfrentar mais um ano de batalha.

Essa Corrida é especial porque não tem um vencedor, todos saímos vencedores dela. Todo ano eu cruzo aquela linha de chegada aos prantos, pra mim, terminar essa corrida é uma retrospectiva do meu ano. É o quarto ano que eu corro, é o quarto ano que eu venci a diabetes e é o quarto ano que eu superei meu limite.

Eu aproveito o percurso para refletir, e umas das coisas que sempre penso é na analogia da corrida em si: estou correndo com todo o apoio de meus amigos, meus familiares e das pessoas que acompanham minha luta por aqui, mas depende de mim ter forças para aguentar essa corrida, eles são apenas apoiadores, quem luta sou eu.

E quando finalizo o percurso, eu lembro que é possível ser normal, ser feliz e ser saudável, basta ter maturidade para fazer as boas escolhas.

Hoje, eu quero agradecer a todos que me apoiam, em especial a minha equipe 2016, colegas do funcional, minha sócia/parceira/melhor amiga/super apoiadora e em especial meus irmãos – pois muitas vezes achei que a luta era muito difícil e foi nessas duas pessoas lindas que eu pensei para continuar. Vou mostrar pra todo mundo que não importa o desafio que a vida te traz, nós temos força, capacidade e habilidade para enfrentar tudo de cabeça erguida.

Destaques