FreeStyle Libre


Quando o FreeStyle Libre foi lançado, surgiram várias postagens falando sobre o novo Sistema Flash de Monitoramento da Glicose, e eu mesma li todas e pesquisei muito antes de começar a usar o aparelho.

Hoje, venho aqui para falar da minha experiência e para tirar algumas dúvidas que sempre surgem quando eu posto alguma foto usando o Libre.

Primeiro de tudo, o Libre pode ser usado por qualquer diabético, usuário de seringas, canetas ou bomba. Ele pode ser aplicado em casa pelo próprio diabético – acreditem, é indolor – e dura até 14 dias grudadinho na pele. Basta aplicar, aguardar 1h e ele já sai lendo nossa glicemia.

Mas Dani, se ele funciona igual a ponta de dedo, por que ainda precisamos fazer algumas pontas de dedo?

O Libre utiliza o fluido intersticial para medir nossa glicose, esse líquido não é sangue, por isso, muitas vezes, ele já aponta uma hipoglicemia enquanto nos dedos ainda já não aparece mais. Imagine que a glicose é um carrinho de montanha-russa, o sangue é o carrinho da frente e o líquido intersticial é o carrinho de trás. Na subida da montanha-russa, o carrinho da frente (sangue) vai chegar antes no alto né? E na descida ele vai chegar antes né? É assim que funciona no sensor, o Libre mostra depois o que aconteceu no sangue. Eu gosto de dizer que ele é um TENDENCIADOR de glicose; pois "prevê" a hipo ou hiper, já que sua leitura consegue analisar a velocidade que a glicemia está se alterando. Falamos até que há um delay entre o sensor e a ponta de dedo, pois o que acontece no fluido é reflexo do que aconteceu 10min antes no sangue.

Certo, porém vejo muitas pessoas que tem diferenças entre as medições de dedo e do sensor.

A meu ver, as medições ficam desencontradas quando se tem muito descontrole, exatamente pelo Libre ser um tendenciador; a Abbott considera a diferença de até 11,4% dentro do padrão aceitável. Quanto mais estável for sua glicemia, mais preciso vai ser o Libre (afirmação que eu faço pelo que eu vejo e pelo que eu já li ok?)

E banho de piscina, de mar, de rio?

Pode, o sensor pode ficar dentro da água por até 30min. Conheço pessoas que praticam natação com o sensor, aí elas protegem o sensor com adesivos especiais como o Tegaderm da 3M.

O que acontece depois dos 14 dias?

O sensor para de funcionar.

E se o sensor der algum erro?

Depois de usar 7 sensores, apliquei um e ele simplesmente parou de funcionar. Fui medir meu pré janta e estava 101, aí medi novamente para anotar a quantidade de carboidratos que eu ia comer e quanto de insulina tinha aplicado no sistema dele e já estava em 193 subindo. Achei estranhíssimo e testei no dedo que dizia estar 112. Medi novamente e estava em 400, esperei mais um pouco e ele dizia que estava com erro de leitura, até que apareceu uma mensagem avisando que o sensor tinha parado de funcionar e precisava ser substituído.

Sem desespero, liguei para o 0800 da Abbott, pegaram os dados do sensor e marcaram comigo a troca. Pronto, em menos de uma semana já estava com um novo sensor em mãos sem pagar nada.

E se eu não tenho dinheiro para ter dois sensores todo mês, vale a pena?

Muito! Eu mesma, não consigo manter dois sensores por mês, então faço rodízio entre o uso do Libre com as pontas de dedo e já notei um progresso significativo no meu tratamento; fiz vários pequenos ajustes como:

• aplicar a insulina 15min antes de comer (sim, a insulina ultrarrápida não é tão rápida assim como pensamos);

• comer 40min antes de treinar e não mais 1h antes (com o Libre percebi que a glicose passava de 200 até começar a queimar no exercício);

• vi os picos de glicemia que tinha no café da manhã por causa das mudanças hormonais e ajustei dosagens de Lantus para amenizar isso;

• alterei várias refeições no meu plano alimentar junto a minha nutri, adequando algumas coisas, substituindo outras;

• entendi como meu corpo funciona durante meu sono e como dormir pouco influencia na minha glicemia;

• evitei inúmeras hiperglicemias com comidas que são fora da dieta e precisam de várias correções (pizza, hambúrguer, brigadeiro, pastel, pipoca...);

• diminuí significativamente minha variação glicêmica e hoje é sabido que não basta ter uma glicada abaixo de 7%, nossa variação também precisa ser pequena;

• medi em diversas ocasiões que teria deixado de medir, como em eventos sociais, baladas, viagens, restaurantes, dentro do ônibus, correndo, dançando Zumba.

Usando tanto assim, gasta muita pilha né?

Ele não é a pilha, é carregado como celular, tanto na tomada quanto no computador; o leitor vem com um cabo USB para passar os dados para o Software do Libre (que dá pra baixar pelo site) e para que possa ser carregado.

A Abbott fala que ele tem bateria para durar 7 dias, acho que carreguei ele 3x desde que comprei em junho.

Que ótimo!! E só dá pra colar ele no braço?

Por recomendação da Abbott sim. Confesso que não sei qual o argumento, mas acredito que seja pela precisão da medição mesmo e nunca ousei colocar em outro local, mas sei de pessoas que usaram na barriga, costas, coxas (na Europa eles usam em tudo que é lugar, até na testa se duvidar hahaha). Eu mostrei como aplicar o sensor nesse vídeo: APLICANDO FREESTYLE LIBRE

E onde compro o Libre?

Atualmente, o Libre é vendido pelas Farmácias Onofre, apenas pelo telefone ou online. Para comprar, basta entrar no site http://www.freestylelibre.com.br/ e se cadastrar que já é direcionado ao site da Onofre.

Tá Dani, mas quanto custa essa brincadeira?

Os valores são:

R$239,90 o leitor sozinho

R$479,80 o leitor + 1 sensor

R$599,70 o leitor + 2 sensores

R$239,90 1 sensor

E um detalhe muito importante, o Leitor do Libre também é um glicosímetro, ele funciona com as fitas FreeStyle Optium e mede cetona com as FreeStyle Ketones.

Ótimo para quem recebe fitas FreeStyle do Município como eu ;)

Para quem compra fitas, não tem tanta diferença. E é o que eu sempre digo, temos que rever nossas prioridades, investir na saúde agora ou perder tempo em filas de hospitais mais tarde?

Ainda tem dúvidas? Pergunta que eu respondo :)

Ah, e esses adesivos lindinhos aí que eu uso para decorar meu amado Libre, são da minha amiga querida Biabética, comprei eles antes mesmo de ter o Libre em mãos hihihi

Saiba como aplicar o sensor Freestyle Libre clicando aqui.

Saiba como verificar se o seu sensor está com resultados precisos clicando aqui.

Destaques

Temas