Tutorial: ajuste de basal

Boa noite lindezas, hoje vamos fazer um tutorial de como avaliar a dose de insulina basal! Hehe 

Brincadeiras à parte, quero mostrar como eu faço a avaliação dos números que meu corpo está me mostrando através do glicosímetro, visto que é a partir dessa avaliação que faço as escolhas no tratamento e os ajustes necessários. Ontem postei aqui sobre uma hipo que tive de tarde, almocei às 14h e 17:30 tive uma hipo, tratei a hipo e lanchei 20cho sem aplicar ultrarrápida para ele, 2h depois a glicemia já estava na casa dos 70 novamente. Aí pensei, a basal está alta ou tive o milagre da cura? Comecei o processo de avaliação há três dias, pois notei que estava indo dormir em 130 e acordava em 70/80; resolvi que faria um teste na noite de ontem. Jantei 27cho e não apliquei insulina ultrarrápida, em 1h estava em 172 (normal, pois sem insulina é o que acontece), aí 2h depois a glicemia estava 155, até então tudo certo. 3h depois de comer, antes de dormir, a glicose já estava em 137, acordei na madrugada e medi para conferir, estava 111. Meu jejum em 91 estava totalmente dentro da meta! Que ótimo Dani, para que diminuir a basal então? 

Porque a basal está agindo nas minhas refeições, a glicemia variou de 90 antes da janta para 172 e voltou para 137 em menos de 3h SEM ULTRARRÁPIDA comendo carboidratos! E qual o problema disso sua doida? Problema que com isso, eu tenho variações muito maiores, não consigo praticar exercícios sem hipos e tenho que dormir com a glicemia em 150 para acordar em 80/90. Por que isso acontece Dani? Do nada o organismo muda? Não é do nada, acontece com todo mundo, só que os diabéticos vêem as mudanças no corpo porque somos nós que gerenciamos ele, quem não tem diabetes tem um cérebro e um pâncreas que trabalham em conjunto para fazer esses ajustes. Todo ser humano tem ciclos hormonais, tem fases em que o sono se altera, come mais, come menos, toma mais água, toma menos água, se estressa, fica com imunidade baixa e isso tudo e mais um pouco afeta a glicemia, porque mexe com o organismo. E contigo Dani, mudou o que? O que acontece comigo é que estou com um plano alimentar que visa a perda de gordura, desde que voltei das férias tenho me dedicado aos treinos e à alimentação, então minha teoria é que devo ter acelerado meu metabolismo perdendo gordura e aumentando massa magra nessas últimas semanas, o que faz com que meu corpo "queime" mais glicose parado e que eu precise de menos insulina basal para manter meu corpo ativo. Muito fácil avaliar quando se usa sensor né Dani? Eu não uso sensor, então fica difícil. Realmente, facilita, mas os números que o Libre me mostrou são os mesmos que eu veria usando a ponta de dedo, porque o glicosímetro é o que mostra o resultado do nosso tratamento, independente de ser por sensor ou ponta de dedo. É como eu sempre digo e insisto, autoconhecimento é tudo, e ele não vem do nada, é preciso anotar os resultados, botar a cabeça a pensar e ter paciência para entender o que seu corpo está te dizendo. Ainda ficou confuso? Talvez você entendendo o papel de cada insulina, facilite: " Entenda a diferença entre as insulinas " *Lembre de conversar com seu médico antes de fazer qualquer alteração no seu tratamento 

Destaques