2018: o ano da mudança

2018 foi um ano intenso. Se tivesse que resumir em uma palavra, diria que foi o ano da MUDANÇA, e não foi porque me mudei para SP. Iniciei o ano apenas com uma meta, fazer terapia, fui atrás do objetivo e e conquistei. Com a conquista dessa meta, veio à tona muitos sonhos, sonhos esses que estavam adormecidos e que o diabetes começou a despertar em mim desde meu diagnóstico em 2012. Esse ano, eu afirmei para mim mesma o quanto essa condição veio pra me sacudir, lembrar quem eu realmente sou, minha essência, minhas vontades, meus planos. Comecei o ano na terapia e com ela, tive a coragem para buscar a mudança, apliquei para vagas em Floripa, São Paulo, Brasília e o destino me colocou no lugar certo na hora certa. Em maio, embarquei de mala e cuia para São Paulo. Queria muito uma nova vida. Mas nem por isso foi uma escolha fácil. Sofri, chorei, tive saudades, me senti sozinha, mas meu sonho era maior que isso, continua sendo maior que isso. Deixei no RS meus amigos de infância, meus irmãos, meus pais, minha gata, meu afilhado (que chegou 4 dias antes de eu ir embora, porque já tínhamos combinado de tudo se encaixar), deixei 30 anos de vida construídos para começar do zero em outro lugar. Em 7 meses, viajei para diversas capitais do Brasil, mergulhei em praias paradisíacas, conheci muitas pessoas, fiz bons amigos, construí laços ainda mais fortes com os amigos que tinha, comecei a montar um apartamento do zero, recebi muitos amigos para acampar nesse apartamento, fiz um curso de wellness coach, participei de fóruns de atualização em marketing, voltei a estudar espanhol, criei minha rotina de trabalho, fiz diversos happy hour, brunchs e jantares, fui pra balada, fui ao teatro, recebi minha eterna sócia para turistar em SP, comemorei meus 30 anos com meus melhores amigos doces, batizei meu afilhado, tive inúmeras reuniões, participei de muitos treinamentos – alguns até finalizei em escola de samba –, trabalhei, trabalhei, trabalhei e acordei com um sorriso no rosto todos esses dias. 2018 foi um ano memorável, de muitas conquistas e realizações. Mal posso esperar o que 2019 guarda para mim. E se ele não guardar, eu corro atrás, porque tenho muitos planos pra ele. 

Destaques